Dicas para treinar ou competir num dia chuvoso: o que fazer antes, durante e depois?

Antes
Você levanta, abre a janela e está chovendo lá fora. logo hoje que você está no meio do seu macrociclo da maratona, e agora?
Quando você é aluno de uma assessoria que usa os parques para os treinos, a primeira coisa é pensar se a estrutura vai estar por lá (treinador, água e guarda volumes). A primeira dica é que se você tem a possibilidade de correr na esteira, o faça, por mais que seja chato vai garantir que você realize o treino sem se expor ao frio e a chuva não te levando a uma situação de queda de imunidade, isso principalmente perto da data de uma prova importante do seu calendário.

Não tendo a opção da esteira: levando em consideração que a estrutura da sua assessoria esteja no local que você treina, ou seja, é uma chuva fraca ou uma garoa fina, separe pelo menos uma toalha e uma roupa extra para troca logo após sua corrida, e um chinelo, pois os tênis e as meias molhados nos pés por muito tempo podem ajudar na proliferação de bactérias causando o Pé de Atleta. Outra dica importante é, se for levar uma mochila coloque carteira e celular (ou outros objetos que não podem molhar) dentro de um saquinho fechado para não molhar se a chuva piorar no meio do caminho.

Mais uma dica importante é não usar um tênis que já esteja totalmente gasto ou totalmente novo, a aderência com o solo fica menor nessas duas situações e acabam aumentando o risco de quedas.

Durante
Decidiu que vai correr na chuva ou estava correndo e começou a chover, e agora?

Por mais que seja desagradável treinar na chuva, esse incômodo é algo que pode te ajudar quando for surpreendido durante uma prova ou amanheceu chovendo logo no dia da sua prova mais importante, ou seja você vai estar preparado para todas as situações.

Quando correr na chuva a sua atenção deve ser redobrada, já que o risco de queda é muito maior por conta do asfalto e poças d’água. Cuidado ao pisar em poças que podem ter buraco, e nas áreas de asfalto que tem faixa de pedestre, sinalizações e tartarugas, normalmente o solado do tênis quando entra em contato com esse tipo de material não possui aderência e de repente… chão!. Além disso, muito cuidado com grades metálicas no piso, ou pontes de metal, são totalmente escorregadias quando molhadas, se você não tiver como passar pelo lado, diminua bastante seu ritmo para transpor esse obstáculo.

Não é indicado que se faça treinos de tiro debaixo de chuva. Por conta da falta de aderência do tênis com o solo, que afeta na velocidade e aumenta o risco de algum escorregão.

Outra dica importante é: se for cair por conta de um escorregão, deixe o corpo cair e se proteja com as mãos ou com o bumbum. Mas por que?! Porque as piores lesões que já vi, principalmente de ligamento de joelho, foram por, na eminência de um tombo, tentar evitá-lo. Isso acontece porque o corpo utiliza de todas as formas para se manter em pé e acaba jogando o peso do corpo em musculaturas que não estavam sendo utilizadas para tal finalidade, é assim torções de tornozelo e joelho são comuns nessa situação.

Depois
Você sobreviveu a todos os perigos e incômodos de treinar/ou competir na chuva depois de seguir todas as dicas.
O que fazer agora?

O primeiro passo é trocar a roupa molhada. Quanto mais tempo com a roupa molhada, mais frio e maior possibilidade de proliferar bactérias. Então pegue a toalha, seque-se o máximo que conseguir para não ter nenhuma micose, troque de roupa e se agasalhe até voltar ao carro ou até em casa. Tome um banho quente e lave o quanto antes as roupas para que o mau cheiro não fique impregnado e coloque os tênis para secar em local arejado.

Valeu, galera!

Professor Fellipe Franco
Ztrack Esporte e Saúde